Flash Mob + Ato Fotográfico

Terça-feira – 17/04

13:30hs às 16hs Flash Mob + Ato Fotográfico

A concentração ocorrerá no pátio central da Unifesp à partir das 13:30hs.
Primeiro será realizado o Flash Mob (Nagumo da Jurema) e depois os participantes que quiserem ocuparão o terreno do galpão para um Ato Fotográfico.

Para o ATO FOTOGRÁFICO :
TRAGAM MÁQUINAS FOTOGRÁFICAS OU CELULAR COM CÂMERA.

Para o FLASH MOB :
VIR PREFERENCIALMENTE COM CAMISETA PRETA, TRAZER UM LIVRO.

**Flash Mob
Segunda edição do Flash Mob para debater com os moradores do bairro a situação do campus da Unifesp nos Pimentas, com enfoque nos problemas.
Local: Entre a Av. Jurema e a Estrada JK (arredores do supermercado Nagumo).

**Ato fotográfico
“Conhecendo a nova unidade da Unifesp Guarulhos”.
Objetivo: percorrer o espaço do terreno do galpão alugado, fazendo registros fotográficos no intuito de possibilitar aos alunos conhecer as novas dependências da Unifesp, assim como criar um banco de dados sobre o lugar.
Local: terreno em frente ao campus.

Esse post foi publicado em Acontece na UNIFESP, mobilização e arte. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Flash Mob + Ato Fotográfico

  1. JBGarcia disse:

    A exemplo do período da ESCOLÁTICA, pós PATRISTICO, vivemos hoje uma DITADURA tão nefasta quanto a MILITAR. Ela sufoca, por conta da lógica adamicista-prático-utilitária-individualisa e carreirista, milhões de JOVENS, já adestrados nas escolas anteriores, são limitados a disputar uma CARREIRA ACADÊMICA desde o início das aulas.

    Aos poucos, silenciosamente, com critérios rigorosos, alguns professores vão separando os FUTUROS PUPILOS que darão continuidade às suas teses. Nada contra se, primeiro, a serviço do que nos formamos CIENTISTAS e, depois, que se garanta a todos os mesmos direitos.

    Alguns por opção, muitos por ilusão, acham que o DIPLOMA SUADO VAI GARANTIR SEU FUTURO. Ledo engano, vejam o que está ocorrendo nos países DITOS “DE PRIMEIRO MUNDO”. MIlhares de jovens BEM FORMADOS, oriundos de INSTITUIÇÕES que no DNA mantém o período ESCOLÁSTICOS, inclusive nos próprios prédios, estão à procura de emprego, um sonho quase impossível neste lado do mundo (como se no Brasil, não fosse diferente): Inglaterra, Espanha, Itália e vai por aí. Não vamos nem falar no CONTINENTE AFRICANO, a vergonha da ganância do mundo atual.

    Na UNIFESP SP e PIMENTAS não é diferente. Pensando bem, é pior: vejam a PRECARIZAÇÃO. Nem as tais árvores sugeridas pelo antigo reitor Ulysses Fagundes Neto existem. Desde o Estatuto até os que compõe esta univerdade, poucos pensam efetivamente fora da carreira acadêmica. Na transformação da sociedade então, nem pensar. Diversos sujeitos que construíram grandes teses visando mudar este estado de coisas, viram peças de museu – não servem pra nada a não ser contar uma história da sua existência, com avaliação no final, passando ou não o estudante para o próximo ano letivo.

    Este é o desafio. Mas, não terminamos ainda. Entrem nos diversos sitios que falam do que está ocorrendo na USP. Será a UNIFESP AMANHÃ, ainda não sentimos parte do que significa DITADURA. Vamos chegamos lá, caso sejamos derrotados. O legal é atentar às avaliações que saem em noticiários que se preocupam em contar a verdade. Como exemplo da LER: “de 500 estudantes votam na “27 de outubro” que fez uma grande campanha militante”.

    Os resultados são animadores. Os estudantes votaram nas CHAPAS que defendem a POLÍCIA FORA DA USP ( AO CONTRÁRIO DE ALGUNS MEMBROS DA CONGREGAÇÃO QUE, NA REUNIÃO DA SEMANA PASSADA, PEDIRAM PUNIÇÃO AOS ALUNOS PELO HISTÓRICO DE UMA SALA DE AULA E AINDA: TIREM AS BARRICADAS E SE TENTAREM NOVAMENTE CHAMEM A POLÍCIA. Sem dúvida, apesar de estarmos com apenas 6 anos de Unifesp Pimentas, os ingredientes cada vez mais são revelados daquilo, voltando ao começo deste texto: DITADURA DAS AMARRAS INTELECTUAIS PARA PERMANECER TUDO COM ESTA.

    E combater duramente o que está sendo produzido no MOVIMENTO GREVISTA, os tais “menininhos sem noção”, é DETERMINANTE, antes que seja tarde e, BURRAMENTE, deixemos uma herança maldita para os futuros unifespianos pimentenses.

    Filosofia (da práxis)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s