MOÇÃO DE REPÚDIO À ATLÉTICA

No dia 10 de maio de 2012, durante assembleia dos estudantes do campus Guarulhos da Unifesp, um membro da Atlética agrediu verbalmente uma estudante do movimento estudantil (M.E.).

Como se não bastasse o ocorrido, esse integrante registrou queixa na Polícia contra as estudantes que se indignaram em forma de um massivo e espontâneo protesto contra a agressão machista. Mais de uma semana após o fato a Atlética ainda não se manifestou a respeito.

Importante lembrar que a Atlética é patrocinada pela cerveja Devassa, que tem uma publicidade altamente machista. Foi com essa publicidade que a Atlética “recepcionou” os calouros esse ano. O que gerou protestos, entre outros em forma de cartazes; quanto a isso a Atlética igualmente não se pronunciou.

Desde o dia 22 de março do mesmo ano os alunos desse campus estão em greve por melhores condições de estudo.            Não é a primeira vez durante a atual greve que as mulheres do movimento estudantil são vítimas de ataques machistas. Na sexta-feira do dia 27 de abril de 2012, quando estudantes tentavam garantir a greve, evitando que houvesse aulas, um tumulto envolvendo professores e alunos contra a greve resultou em uma estudante grevista sendo agredida fisicamente por um aluno antigreve.

O movimento estudantil da Unifesp Guarulhos se originou com o grande número de alunas dirigindo e militando assiduamente nesse movimento. E com o movimento ainda novo a reitoria e seus braços cooptou um grupo para formar a Atlética, com o claro objetivo de esvaziar o M.E.

Já no princípio o movimento se mostrou ser bastante combativo. E esse nascente movimento a cada forte avanço que conquistava, seus componentes, na sua maioria mulheres, recebia frequente repressão.

Assim, do mesmo modo quando uma mulher sofre machismo todas as mulheres também o sofrem, quando qualquer estudante que constitui o movimento estudantil é alvo de qualquer forma de repressão também todo o movimento estudantil é atingido.

Dessa forma, o Movimento Estudantil repudia a Atlética e seus representantes por reprimirem estudantes que se mobilizam, por agredirem as mulheres e por consentirem em seus ataques. Além disso, as mulheres, em especial, devem se auto-organizar e se fortalecer para acabar com o machismo e construir um mundo sem opressão!

FORA ATLÉTICA! FASCISTAS, MACHISTAS NÃO PASSARÃO!  EI, SE LIGA SEU MACHISTA, PORQUE A AMÉRICA LATINA VAI SER TODA FEMINISTA!

Movimento Estudantil da Unifesp Guarulhos, 18 de maio de 2012.

Esse post foi publicado em Cartas e marcado , . Guardar link permanente.

9 respostas para MOÇÃO DE REPÚDIO À ATLÉTICA

  1. Alpha disse:

    Dizeres bem típicos do M.E.R.D.A (Movimento Estudantil Revolucionário Ditatorial e Antiacadêmico).

  2. Alpha disse:

    Visando à desburocratização do M.E.R.D.A, sugiro que se aglutinem todas as suas comissões (financeira, comunicação, etc.), assim os trâmites e expedientes administrativos do M.E.R.D.A ganharam agilidade e poderão atender de modo mais eficiente as suas demandas e a do seu público. Posto isso, proponho a criação do C.U (Comissão Unificada)

  3. Diego disse:

    Eu faço parte do Movimento Estudantil e não repudio a Atlética. Achei errado o que o cara fez, mas eu nem conheço o resto das pessoas da Atlética e nem mesmo ele direito. Por isso vcs se queimam… Pq não assina a pessoa que escreveu? Não acho certo postarem qualquer texto aqui e dizer que é em nome do Movimento Estudantil, por isso vcs se queimam, afe.

  4. Caetano disse:

    O que aconteceu EXATAMENTE? Para se ter um juízo de valor sobre o ocorrido é preciso que se narre o fato, o termo ofensivo utilizado e o contexto. Se não ficamos no “boooooooooo o pessoal da atlética é machista e pá” sem saber o que aconteceu.
    E qual foi a natureza do tal B.O.? Não criminal? Ameaça? Injúria?
    Contando as coisas pela metade assim ninguém compra.

  5. Jeferson disse:

    A Atlética recepcionou os calouros com a festa Devassa e os grevistas com a festa das Vadias.

    Será que quando me matriculei era para entrar na universidade mesmo ou errei o caminho?. Fiquei com dúvida agora.

  6. Plinio de Arruda Sampaio disse:

    Me digam uma coisa…
    O cara não foi agredido (verbalmente e fisicamente) também?

    Ah… esqueci… Você é da Atlética, seu sangue é de barata..

    E idiotinhas… Leiam mais sobre feminismo e fascismo antes de falarem qualquer coisa…

    E somente a cerveja Devassa é machista né?
    Propaganda com dois seios rodando formando um círculo, ou mulheres seminuas nas tampinhas das cervejas pode, não é?
    Quer protestar contra isso, pare de beber cerveja, e o vinho, que é elitista, e a Catuaba, que é sexual, e a vodka, que induz o consumo excessivo..

    Meu Deus, que movimento mais inútil..
    Os papais destes filhinhos de papai deveriam dar alguns tapinhas nas bundas deles…

    Cade a nota de repúdio sobre a condução da última assembléia?

    • Antuérpio disse:

      Ei, seu Plínio Salgado. Desde a origem que os integrantes de A PATÉTICA não exercitam os dois neurônios. Fato amplamente comprovado em salas de aulas. Portanto, nada de absurdo em vê-los agredir verbalmente pessoas que os derrotaram no argumento e no voto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s