Se eles não cuidam, a gente cuida!

Os estudantes da Universidade Popular dos Pimentas se organizaram para limpar, reformar e restaurar alguns espaços do campus, outrora desprezados pela diretoria. Segue breve relato com algumas atividades realizadas no campus:

Limpeza do espaço onde deveria estar o prédio

O espaço do antigo galpão, onde seria construído nosso prédio, abandonado há meses pela diretoria, está sendo limpo pelos alunos. É importante relembrar que esse mesmo espaço estava fechado por tapumes que custaram R$8.000,00 da verba do campus e que após um período de chuvas, eles caíram apodrecidos. Com a limpeza, o espaço passa a ser utilizado pelos alunos, para promover jogos esportivos, festas, entre outros eventos culturais.

Pintura do campus

Os estudantes começaram nessa quarta-feira, 30 de maio de 2012, a pintar o campus. Além das paredes, foram realizadas pinturas nos postes de luz, dando um outro aspecto ao campus.

Reconstrução do espaço Marighella

Reaproveitando a madeira de contenção inutilizada após a queda dos tapumes apodrecidos, os alunos começaram a reconstruir o espaço de vivência CARLOS MARIGHELLA, símbolo da resistência do movimento estudantil no campus.

Todas as atividades foram realizadas por estudantes em OCUPAÇÃO E GREVE. 

Esse post foi publicado em Acontece no campus e marcado , , , . Guardar link permanente.

7 respostas para Se eles não cuidam, a gente cuida!

  1. 3, 2, 1… para o Alpha-não-tenho-o-que-fazer comentar…

    • Alpha disse:

      ahh Jesstand-Up-pedagoga-do-amor… o que seria de mim sem suas críticas? Pensando aqui…talvez o arroz teria um pouco mais de sal… quem sabe…

  2. Paridade Já! Os estudantes desta vez terão voz nessa Universidade.

  3. alphanete disse:

    Não estão fazendo nenhuma favor.

    Depois que transformaram aquilo em um chiqueiro não estão fazendo mais do que a obrigação. Fico contente por isso.
    E gostei da decoração dos postes. Está vendo como dá pra fazer algo bacana? É só parar de falar e começar a fazer.

  4. spirituarise disse:

    Por Deus, esquerdistas trabalhando? Ou destruindo ainda mais o patrimônio financiado pelo trabalho em dobro do burguês (que coloca comida na boca de vocês, sempre é válido essa ressalva)? Caso as feminazis tenham tido uma coceira por trabalho, tenho diversos serviços domésticos prontos para ser devidamente executados, alguma feminista tem interesse?

  5. Aquilo tá um chiqueiro, um pardieiro. Um amontoado de almas penadas com caibros, carteiras e pichações para tudo que é lado. Parem de fazer propaganda do que vocês não estão, definitivamente, fazendo. Assim fica fácil ludibriar um monte de incautos de pijamas.

    Aquele campus está um horror de tão depredado, sujo e feio. É a República onde companheiros discutem ocupação por 24 horas, brincando de casinha comunista e de vivência “comunitária”. Não dar para ser mais escroto.

  6. Pinta… pixa… repinta… repixa… trepinta… trepixa…
    Oh, lástima…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s