PAUTA REINVINDICAÇÔES UNIFICADA DA UNIFESP

Foi aprovada ontem, dia 31/05, durante a Assembleia Geral realizada às 14h no Auditório Lindemberg da Escola Paulista de Medicina, a Pauta Unificada dos Discentes de todos os Campi da Universidade Federal de São Paulo.

O Campus Osasco e o Campus São José ainda irão propor novos pontos a serem aprovados na próxima Assembléia, que deverá acontecer em Guarulhos, possívelmente na semana do dia 11/06;

Segue sistematização das reinvindicações do Movimento Estudantil:

PAUTA UNIFICADA DA UNIFESP – Construída na Assembleia de todos os Campi no dia 31 de Maio de 2012.

1-      Todo apoio a greve dos docentes.

2-      Abertura imediata das negociações com os estudantes e docentes.

3-      Expansão com qualidade sem as metas do REUNI;

10% do PIB para a Educação Pública Já !

4-      Infraestrutura adequada em todos os campi:

– Construção imediata dos prédios programados;

– Biblioteca com acervo renovado e completo;

– Laboratórios;

– Complexo esportivo;

– Reforma dos espaços que estão precarizados.

5-      Fim do déficit de professores e funcionários, pela abertura imediata de concursos públicos.

6-      Assistência e permanência estudantil em todos os Campi:

-Bandejão gerido pela universidade, ou seja, sem vinculação com empresas terceirizadas;

– Moradia estudantil;

– Aumento em quantidade e valor das bolsas e transporte que atenda as demandas.

-Pela implementação de Creches nos campi para atender a demanda das estudantes que são mães.

7-      Pela democracia na Universidade:

– Por eleições diretas para Reitor;

– Fim dos processos aos 48 Estudantes;

– Pelo direito de Greve e a não punição dos Estudantes.

Esse post foi publicado em a revisar. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para PAUTA REINVINDICAÇÔES UNIFICADA DA UNIFESP

  1. Alpha disse:

    Concordo com algumas pautas ali, mas há alguns itens que beiram ao exagero… bandejão gerido pela universidade, a Unifesp tem curso de gastronomia e não estou sabendo? Creche? Gente… por favor, né? Daqui a pouco vão querer maternidade dentro do campus. Uma creche no campus seria uma máquina de despesas porque a grande maioria não possui filho, para amenizar as pessoas que têm, seria mais razoável pensar, por exemplo, num convênio com a prefeitura de Guarulhos. Com relação a bolsas, nesse ponto sou totalmente a favor, desde que respeitado o princípio do mérito, isto é, o aluno até pode ter, mas a sua manutenção deverá depender de seu rendimento acadêmico, do contrário isso viraria uma pensão. Em relação ao fim dos processos dos 48 estudantes, nem sei o que isso faz numa pauta de reivindicação estudantil… imagino que isso seja de interesse particular, colocar isso como “condição” para se exigir algo da reitoria é uma estupidez sem tamanho, já que estariam colocando interesses particulares sobre o geral. Defendo o direito à greve, porém, greve não é “ausência de lei”, ou seja, se atos ilícitos foram cometidos, deve-se apurá-los e, se for o caso, puni-los…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s