FORA MARCOS CEZAR!

Esse post foi publicado em Acontece no campus e marcado . Guardar link permanente.

8 respostas para FORA MARCOS CEZAR!

  1. dre disse:

    !!!!!!

  2. Na boa: alguns chefes de departamento conseguem mais ganhos para a EFLCH do que a Diretoria Acadêmica. Uma importante consideração: a situação do nosso campus é tão ruim que não qual posição tomar: apoiar o movimento que exige a renuncia do nosso incompetente diretor acadêmico, ou se me posiciono contra o referido movimento tendo em vista o seu vice, Glaydson, assumirá. Sinceramente tenho dúvidas do que seja pior: Marco Cezar ou Glaydson como diretores acadêmicos.

    • Alpha disse:

      O que faria no lugar dele?

      • marucosan disse:

        Ele não sei, eu salvaria a Academia fundando o primeiro Império Escolástico. De cara, expurgaria o curso que transformou-a em profissionalizante de professores, sem dó, ordem 66! Em seguida, transferiria todos os sub-acadêmicos (entende-se e Ciências Humanas) para o compactador de lixo, junto com suas porcarias literárias…

        Pronto, se realizável, o básico tá feito — há espaço para todos, harmonia e cultivo do saber puro… agora é só nomear o Juvenal para vice, sentar à mesa e dar continuidade aos trabalhos: fosso de concreto e escudo defletor entre a fortaleza e o lixão, fileiras de cones guardandoo os locais onde apenas estudantes do Império podem estacionar, extradição do Capivara e toda sua gangue para Tatuí, etc…

        • Alpha disse:

          Seja o Marcos Cezar ou seja qualquer outro, a polícia teria tirado a matilha de lá na marra… esperto foram os que pularam fora e deixaram a situaçāo na mãos dos “companheiros de luta”, mas a hipocrisia terá a sua completude quando os espertos pegarem o microfone para falar sobre os “companheiros” conduzidos ao distrito. E esteja certo de que estarei lá para me deleitar com as marionetes batendo palmas e acreditando que aquilo é em prol de todos rs

  3. Júlia Rosa disse:

    Marcos Cezar o mestre da articulação! CU mando vê se aprende…..

  4. Minha grande frustração quanto a esse movimento, que de início fui a favor é o fato de perceber que muitos que estão liderando as ações demonstram claramente ter sucumbido a vaidade do poder se achando superiores, não dando ouvidos a opiniões contrárias e deixando-se serem seduzidos por militantes profissionais, muitos totalmente radicais buscando a todo custo um espaço para aparecerem. A greve se tornou na visão de muitos uma oportunidade de manobra política ao ponto de convencer alguns alunos que ainda nem se quer tiveram uma semana de aula a compartilharem de algo que desconhecem. Sabemos que a grande preocupação dos “líderes” do movimento grevista é o processo que pesa em suas costas, por isso essa garra e vontade, acabando dessa forma prejudicando um campus inteiro. Nós do noturno, em sua maioria, somos trabalhadores que contribuem no orçamento familiar, não recebemos auxilio e não temos todo o tempo do mundo para nos organizarmos em grupo e fazer valer nossa opinião. Dessa forma a minoria organizada conseguiu fazer valer suas vontades auxiliadas por militantes profissionais de partidos que nem vale a pena mencionar e nós, a maioria que prefere o diálogo, a flexibilidade nas ações e negociações racionais ficamos a merce dessa greve que a cada dia se mostra hostil a opiniões contrárias e toma atitudes inaceitáveis aprovadas por eles mesmos. Estudantes presos realmente em outras circunstâncias seria um grande retrocesso nas conquistas democráticas mas nesse caso foi um ato meio que forçado pelos que estavam ocupando o campus, queriam que esta cena saísse na mídia e com isso tornar esse fato algo de cunho político o que não vem ao caso.
    Enfim, só tenho a me lamentar por fazer parte dos discentes que estão perdendo um semestre sem ter aprovado toda essa “confusão”, porque é o que esta transparecendo, pois não vejo algo objetivo e sim observo a tentativa, a todo custo, de fazer a greve perdurar o maior tempo possível! E lembrar dos bons tempos dos caras pintadas, o qual me orgulho de ter feito parte, que derrubaram o Presidente sem terem feito ao menos um dia de paralisação estudantil, marchavam pelas ruas, paralisavam o trânsito, passavam o fim de semana protestando na Paulista mas iam as aulas, não passaram a imagem de baderneiros que só querem ficar acampados como hippies fumando um baseado e cantando musicas em rodas de violão!
    Obs: nada contra alunos, acampar, baseado, hippies e violão mas tudo tem seu lugar essa é minha opinião!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s