Moção de apoio aos Estudantes da UNIFESP – DA UNESP FRANCA

É preciso explicar por que o mundo de hoje que é horrível, é apenas um momento do longo desenvolvimento histórico. E que a esperança sempre foi uma das coisas dominantes das revoluções e das insurreições e eu ainda sinto a esperança como minha concepção de futuro.” (Jean Paul Sartre)

A repressão policial praticada sob a tutela do PT (e agora com o apoio do PSDB, ou vice e versa dependendo de qual esfera de governo) tem se tornado um esporte profissional.
Estudantes que se colocaram contra o projeto de expansão acrítica do Governo Federal estão sendo hostilizados por uma ocupação justa, que visa reinvindicações que concerne ao direito de uma educação pública, gratuita e de qualidade.

As Universidades Públicas tem sido alvos de sucessivos ataques dos governos neoliberais do PSDB e do PT, que por meio da força, sem qualquer sinal de diálogo, ao contrário, pelo recurso do monólogo dos cassetetes, sprays de pimenta e gases de efeito moral, dos quais as lideranças históricas de seus partidos já foram outrora vítimas, adotam uma postura irredutível para a defesa do sucateamento que visa a irrestrita privatização de um bem que pertence a toda a população.

A luta é pela democratização plena, para que quem esteja na Universidade tenha acesso a permanência como moradia, RU (Restaurante Universitário), Bolsas-auxílios que garantam ao discente o atendimento de suas necessidades. A luta é pela expansão responsável, isto é, uma expansão que atenda as necessidades de toda população e não sacrifique a qualidade da Universidade Pública. Este processo de luta, como sabemos, será criminalizado pela mídia. Os governantes, que são os verdadeiros criminosos, serão saudados como heróis e mantenedores da ordem; esta ordem, contudo, não nos interessa, pois precariza ainda mais os direitos de estudantes e população.

Sabemos que historicamente, todas as vitórias de estudantes e trabalhadores se deram por meio de lutas dificílimas, que o aparato repressor das elites sempre está pronto para tentar impedir qualquer conquista social. Ainda assim, esse, como muitos outros, é um bom combate que deve ser travado sem qualquer recuo, pois sabemos que os carniceiros dos direitos só recuam quando a sociedade se organiza e se mobiliza.

Apoiamos de maneira irrestrita a luta dos estudantes, professores e funcionários da UNIFESP, pois é a luta por uma Universidade PÚBLICA, GRATUITA E DE QUALIDADE. Apoiamos a luta daqueles que se colocam contra essa realidade de uma universidade pública anacrônica e antidemocrática, que visa apenas perpetuar uma estrutura elitista, defasada, com condições de trabalho miseráveis e salários que não fazem jus à qualificação tanto de funcionários como de docentes.

Nosso repudio se dirige tanto ao governos estadual como ao federal, pois ambos agem com a mesma conduta repressiva contra aqueles que reivindicam melhores condições de trabalho e de educação.

Conclamamos a sociedade a fazer parte desse debate, repudiar a violência estatal e o silêncio da mídia elitista.

Diretório Acadêmico UNESP Franca – XXI de Setembro – Gestão Rompendo Amarras

Esse post foi publicado em Cartas e marcado , . Guardar link permanente.

12 respostas para Moção de apoio aos Estudantes da UNIFESP – DA UNESP FRANCA

  1. O ESTUDANTE disse:

    Vocês não sabem o que é repressão. Acho que não acompanharam a greve na Unifesp-Pimentas.
    Não sabem o que é ver “estudantes” formando quadrilha para agir com violência contra funcionários, colegas alunos e professores.
    Não conhecem a violência de não poder ter voz.
    Estejam certos(as) que nossa ” greve” é comandada por fanáticos militantes, que são capazes de fazer as coisas mais absurdas para continuar com a paralisação e realizar seus objetivos escusos.
    Seus interesses não são os interesses do “coletivo”, como eles pregam – a máscara já caiu.
    Estejam certos.

  2. Alpha disse:

    O conhecimento deles da situação no campus é tão distante quanto a distância que separa Guarulhos e Franca. Decerto se trata de alguma nota genérica que não exige maiores adaptações para direcioná-la aos Pimentas.

  3. Saúlo disse:

    Concordo

  4. Antuérpio disse:

    nesses mais de setenta dias de greve, mesmo quem não pode ir a unifesp pimentas, algumas coisas poderá deduzir: a direita é falaciosa e nada produz. pior, a direita poderia ter um blog anti-greve só para ela, mas, quem iria acessá-lo? temerosa, ela, a direita emburrecida, pega carona no blog do movimento que, querendo ou não, essa mesma direita (de tanto acessar), confessa: é real!

    • Alpha disse:

      Esse seu comentário poderia ser colocado em verso. Além disso, que seria desse blog se não houvesse os que se opõem às tolices textuais que são publicadas sem o menor critério? Por isso é falido, pois em momento algum se vê alguém da matilha fazendo autocrítica, pelo contrário, quanto mais flagrante o abuso, a malícia, com tanto mais orgulho o declaram aos quatro cantos do campus. Cá para nós amigo… até mesmo com a merda até o pescoço essa laia que você dende ainda tem a capacidade de apontar o dedo ao outro e dizer que o mal cheiro vem dele.

      • só quero estudar! disse:

        Eles nunca viram o contador de acessos do blog pelo fim da greve?????
        Ou fingiram que não viram??????

        19.590 acessos em 10/06/2012 às 16:46 hs

        Chega de blá blá blá desses alienados!!!!

  5. Antuérpio disse:

    pelo que li na peça onde você figura como mentor do BOSTA, um verdadeiro bosta se reconhece pelo cheiro comum entre eles,kkkkkk

  6. Antuérpio disse:

    Querido Alpha, há mais de uma resposta a ser dada. No que me tange, longe de mim cultuar inimizades. pelo contrário, uma vez que vocês foram derrotados em todas as assembleias até aqui, o que não os impede de vir a ganhar posteriormente (considerando que em nossos dias o certificado do conhecimento parece valer mais que ele próprio, daí, quiçá, seu desespero), eu não me oponho a seus queixumes. saiba você que aqui fala alguém que muito os defende quanto ao direito de livre expressão. a falácia, tão marcante no pensamento ocidental, desde Zenão, só não poderá superar o paradoxo que ela mesma introduziu. por isso mesmo, toda retórica, via internet, foi desdita até aqui pela prática real de gente de carne osso numa assembleia.
    de minha parte eu não desejo ofendê-lo, mas, veja bem, a medida que o tempo passa você tem aumentado o número de vezes que se dirige a seus oponentes usando a expressão merda, o que a psicologia poderá explicar. olha, numa boa, se o homem é o que fala,,você já foi diagnosticado (……………), favor preencher campo em vazio. um forte abraço.
    ps. você ainda nada disse sobre a personagem da peça que, pelo que entendi, refere-se a você. tudo bem, eu sei que você pode estar nervoso (eu também ficaria), daí as duas opções, comentá-la ou fingir ignorar, mas ao mesmo tempo passar a vociferar cada vez mais.

    • só quero estudar! disse:

      Na última assembléia referente a ocupação não havia nem quórum mínimo pra isso. Na penúltima foi pedido contagem e a “mesa” entendeu que não era necessário (mera conveniência). Não me venha dizer q as assembléias desdizem a internet. Se não fossem as postagens contra a greve, este blog seria falido!!!!!
      A diferença entre os denominados aqui “anti-greve” e vcs é que a gente não faz questão de participar deste circo dos horrores. Cada um expressa sua opinião sem conchavos, livremente. Todos tem a decência de participar livremente.

      • Redatora do Blog disse:

        Da Edição do Blog do Cumando:
        Você tem toda a razão, 99% de nossas visitas são de contrários à greve. Guarda segredo, hein, pois posso ir para o Paredão de Fuzilamento só por ter feito esta revelação.

    • Alpha disse:

      Vou dar o braço a torcer: estou me consumindo de tanta raiva aqui por estar num texto que expressa bem a “vanguarda do que se tem de melhor na Unifesp Guarulhos” em rubros tons, e minha ira aumenta cada vez mais só por ter atraído seu olhar, principalmente por ter se detido a delinear traços de minha personalidade, talvez seja esse o meu rancor: não conseguir semelhante precisão, por isso que opto por contestar as ideias às quais muitos se aderem (acho que você estaria nesse grupo), pois falta-me a devida perspicácia para discorrer acerca de coisas que diriam respeito somente a você, Antuérpio, pois imagine só… se eu fosse falar especificamente de você, quando menos percebesse.. estaria falando de mim mesmo. Enfim, deixando meus rancores à parte.. essa sua frase: “foi desdita até aqui pela prática real de gente de carne osso numa assembleia(…)”, quer mesmo que eu leve isso a sério? Pois custa-me a acreditar que até mesmo você dá crédito a esse seu dizer…

      PS. Quanto à personagem, preciso mesmo me manifestar a respeito de tamanha reverência? Porque amigo… se acha mesmo que aquilo deve ser tratado como algo ruim, engana-se… pois fico imaginado o que não se passara na cabeça de alguém que resolvera montar um texto como aquele. Coloque-se em meu lugar e realmente me diga se tal manifestação “literária” de nossos amigos do campus é realmente digna de raiva rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s