O “diálogo” da Unifesp com os estudantes: Acordo UNIFESP/PM

Muitos já suspeitavam, e o que era apenas uma suposição ficou escancarado: Acordo Unifesp/PM.

Não é de hoje que, coincidentemente, durante qualquer manifestação estudantil no Campus Guarulhos, muitos alunos percebiam o aparecimento de uma ou mais viaturas na frente do portão da Universidade.

Na fatídica quinta-feira, por volta das 15:30, momentos antes da assembleia, alunos procuraram a Direção Acadêmica do Campus para formalmente solicitarem autorização para o carro som entrar no campus e estacionar no antigo galpão para realização da II Assembleia Intercampi. Os alunos não conseguiram ser atendidos pelo diretor nem pela sua secretária. Depois de iniciarem uma manifestação com cerca de 40 pessoas, protestando, veio a autorização e os portões foram liberados. Minutos depois, apareceu uma viatura em frente ao Campus, permanecendo por lá durante 20 minutos.

Um pouco mais tarde, depois de terminada a assembleia, foi realizado um ato pelo bairro de cerca de 1 hora e depois os alunos retornaram ao campus. Durante a manifestação dos alunos a PM foi chamada pela segunda vez, desta vez com desfecho trágico.

Tem sido frequente, mesmo antes da greve, a presença da PM na frente da Universidade e diversas vezes, policiais foram vistos no Campus e também na Diretoria Acadêmica.

Agora sabemos, está bem claro e evidente. Há um acordo entre a Polícia Militar com a Unifesp em Guarulhos, conforme podemos constatar nas gravações abaixo:

Transcrição de algumas falas:

Áudio 1: http://pt.blaving.com/PMESP/p/414540/1—Estudantes-depredam-UNIFESP

“Houve um acordo entre a superintendência da Polícia Federal e o Comandante de Guarulhos”

“Muito obrigado, viu.”

Áudio 2: http://pt.blaving.com/PMESP/p/414544/2—Estudantes-depredam-UNIFESP

PM: “… a senhora solicitou uma viatura?”

Unifesp: “uma não, a gente precisa de várias”

Fonte: Blog da Polícia Militar

Esse post foi publicado em Acontece na UNIFESP e marcado , , . Guardar link permanente.

26 respostas para O “diálogo” da Unifesp com os estudantes: Acordo UNIFESP/PM

  1. Michele disse:

    É mentira isso q a moça disse para a polícia?

    • Tiro no Pé disse:

      Este Post é mais um tiro no pé (não é de bala de borracha – é simbólico) do comando de greve.

  2. Revoltado disse:

    Como podemos perceber na fala do prof Marcos Cezar, o campus ja estava sendo depredado antes da chegada da polícia.” Estão quebrando os vidros aqui”. Ou seja, a versão dos desocupados de que a quebradeira teve inicio depois da chegada da policia caiu por terra.
    Em outros momentos a pm chegou na portaria do campus e a diretoria na permitiu a sua entrada. Mas na quinta feira a situação estava descontrolada, a vida dos funcionários estava em jogo, não tinha outra alternativa a não ser a de chamar a policia. Q fez o que deveria ser feito prender os principais lideres!

    • Observe os vídeos meu caro…. Esses mesmos vídeos que estão na grande mídia…
      Não havia nada quebrado antes da chegada da policia…

    • meucoreto disse:

      O campus piorou depois da ocpação. Sou contra a intervenção da policia e a favor do movimento estudantil. O fato é que o comando não representa a maioria e é contraditório. Pegue uma foto antes e depois e veja a situação do campus hj.

  3. Fora PM. FORA MC. FORA ALBERTONI e seus lacaios. disse:

    Percebeu, revoltado com a sua própria classe, que se trata de duas ligações diferentes, com conteúdos diferentes? Isso não foi por acaso. Pense mais um pouquinho, e se revolte com quem te fode…

    • Revoltado disse:

      A PM só foi chamada depois que começou a depredação do Campus. Percebo que a unifesp sempre permite a manifestação pacífica. Tanto é que permitiram a entrada do carro de som. A policia só foi chamada para dar segurança aos funcionários. Na verdade a opinião pública esta contra vocês, é só fazer uma pesquisa simples. Acompanhei as noticias em vários locais diferentes, e todas as pessoas que conversei “os populares” criticaram as atitudes dos estudantes. Alguns até defendem que os presos deveriam ser transferidos ao cdp

      • Michele disse:

        Não é só a comunidade externa que está contra os manifestantes… Os próprios estudantes do campus estão! Não perceberam isso ainda?

  4. Michele disse:

    E é também mentira que picharam a faculdade, quebraram vidros, computadores, e tudo isso q estão falando?
    Se é verdade, por que então fizeram isso? Alguém pode nos explicar, por favor?

  5. Jeferson disse:

    2012 na UNIFESP foi perdido. Agora só esperar 2013, isso é se eu voltar pra lá.

  6. Revoltado disse:

    O que revolta são as mentiras, a manipulação. Assumam que erraram, assumam que agrediram professores a alguma semana. Assumam que destruiram o campus antes da chegada da policia. O ônibus que faz a linha unifesp itaquera foi pichado, isso vcs não falam. Nesse campus os alunos sempre tiveram total liberdade, sempre usaram drogas dentro da universidade, sempre tiveram liberdade para criar, fazer manifestações artísticas etc. Agora estão mentindo, e posando de santinhos. Isso me revolta, o que vcs querem de verdade?
    Por que destrir a universidade???

    • Arquivo X disse:

      Sou contra o acordo Unifesp/PM, não está adiantando. Temos que radicalizar: seria bom um acordo Unifesp/Al-Qaeda! KKKKKKKKKK

      Para lidar com terroristas, só com outros terroristas. KKKKKKKKKKK

      • Amnésia disse:

        Vô fazer minha parte: assumo que já usei ‘tóchicu’ nas dependências do campus. Ninguém é perfeito neste mundo de meu Deus! Fui!

    • Lou disse:

      Picharam o nosso ônibus?? Seus Filhadaputa!! Cada dia que passa tenha mais raiva desses cretinos!!

  7. Jeferson disse:

    O último que sair, por favor apague a luz. Isso é, se ainda não destruíram o interruptor.

  8. Michele disse:

    Ninguém mais quer essa greve, faz tempo! Nem sei se algum dia a maioria dos alunos quis.
    Por que continuam com isso, cara… Não queremos mais vocês!!! (eu, pessoalmente, nunca quis)

    • Lou disse:

      A greve só continua porque agora com a paralisação dos professores não há muito o que se possa fazer… Então ir lá agora para fazer o que? Sofrer agressões por parte do comando? Se deprimir ao vê-los deteriorarem cada dia mais o pouco de estrutura que temos?

      • Michele disse:

        Ir lá simplesmente para estudar depois que a greve dos professores acabar. O número de estudantes contra a greve é muito maior. Não q eu tenha saído por aí perguntando pra cada um sua posição, mas é notável que somos esmagadora maioria, ainda mais depois de tudo o q aconteceu nesses últimos dias. Quem vai sair para nos agredir?

  9. Jeferson disse:

    ‘Na fatídica quinta-feira, por volta das 15:30’…

    A situação tornou – se tão grave que para eles já é fatídico vandalizar o campus.

    • Morador da Lapa disse:

      Vejo que os grevistas estão desesperados em conseguir algum tipo de apoio ou álibi para justificar seus atos animalescos.
      Ei, desocupados, não percebem que estão isolados? Não vêem que estão atolados até o pescoço em toda a Merda que produziram?
      Vocês pedem socorro agora que sufocam-se em seus próprios excrementos.
      Não! Não! Não! Todos são adultos formados, assumam suas responsabilidades, ou melhor, suas IRRESPONSABILIDADES.

  10. jbgarcia disse:

    Essa m*rda de greve vai acabar quando????? Vamos perder o ano todo mesmo? Agora que o meu grupo de desocupados quebrou o restante do prédio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s