Vivemos ou não em uma democracia?

Os fatos ocorridos entre os dias 14 e 15 de junho com os estudantes da Unifesp Guarulhos trazem à tona a seguinte questão: estamos na Síria ou no Brasil? Uma estudante grita e se manifesta,  expressa suas ideias, e por isso é  tratada com truculência pela polícia do Estado. Após ver os vídeos  postados, fica nítido que a polícia que ali estava não deveria ter tomado tal atitude. Vi e conversei com o estudante que tomou um tiro de borracha no rosto (bem próximo ao olho – levou 10 pontos), um jovem educado, que veio do Nordeste para receber o  resultado de sua prova de mestrado. Os 22 estudantes da Unifesp Guarulhos presos nos cárceres da Polícia Federal de São Paulo são jovens que passaram por um processo seletivo legítimo criado pelo MEC. São jovens esforçados, dedicados aos estudos, senão não estariam matriculados em uma Universidade a cujo acesso só ocorre se o aluno obtiver notas altas no ENEM. Mas a culpa daqueles policiais estarem no interior de uma Universidade Federal para conter a manifestação legítima de estudantes brasileiros que supostamente vivem em uma democracia não é da polícia, mas, sobretudo, de quem chamou a polícia para estudantes como quem chama para bandidos.

Que justiça há em acusar estudantes que lutam por uma Universidade Pública Federal  de qualidade  de formação de quadrilha e cárcere privado de professores e funcionários da instituição em que estudam? Se há uma greve dos professores das Universidades Federais por melhores condições de trabalho, então os alunos da Unifesp Guarulhos só estão dando a voz dos estudantes para uma questão que já está dada: as universidades federais não estão cumprindo sua função adequadamente. Se as universidades estivessem a contento, os alunos estariam em suas salas de aula (não nas salas de aula do CEU como ocorre  na Unifesp Guarulhos).

E quanto à moradia de  estudantes? É construída uma Universidade na periferia de Guarulhos (região metropolitana de São Paulo) e não há moradia para os estudantes? Bem… se nem mesmo  há salas de aula suficientes, seria uma extravagância pedir moradia para os estudantes. Mas obras em estádios há… Copa do Mundo, Olimpíadas…

Os 22 estudantes presos na noite de 14 de junho não deveriam estar nos cárceres da Polícia Federal, deveriam estar em suas salas de aula, com professores bem pagos e em um ambiente com boa condição de ensino-aprendizagem. Os 22 jovens estudantes que dormiram nos cárceres da Polícia Federal em São Paulo, deveriam estar em seus dormitórios, protegidos pela Universidade Federal que pretende formar os jovens que estão construindo o Brasil Para Todos os Brasileiros.
Se estudantes são presos por pedirem seus direitos, em nosso país não há democracia, há tirania.

Espero que as acusações feitas contras os 22 estudantes da Unifesp Guarulhos presos na noite de 14 de junho sejam retiradas, caso contrário estaremos presenciando mais um ato de autoritarismo aos moldes do que estamos assistindo no mundo árabe.

Viva a liberdade de expressão.

Regina Moranga
Professora de Literatura e Redação
Esse post foi publicado em Cartas. Bookmark o link permanente.

35 respostas para Vivemos ou não em uma democracia?

  1. ... disse:

    Professora de onde? do Objetivo?…….qualquer um tem sua carta publicada neste blog, contanto que seja a favor. Até os professores burgueses……..Ai ai ai cumando…….

  2. Saúlo disse:

    foi mais uma criação do pessoal do CUmando e nem preciso dizer regado a muita maconha.

    • Morte ao patrão disse:

      SAÚLO, BURGUÊS SAFADO FILHO DA PUTA, INTEGRALISTA,CLASSE MERDA FALIDA, GAROTO DE PRÉDIO, MILITAR ENRUSTIDO, PESSOA VIRTUAL QUE NÃO SE VÊ NA REALIDADE, GADO DO SISTEMA, DE PENSAMENTO MEDÍOCRE, MEDROSO, CAGA NAS CALÇAS, ELE Q RECLAMA NO SEU APÊ, Q IMPLORA NO FACE: PM! PM! PM! NEURÓTICO, ELE Q DURANTE A NOITE OUVE OS DISCURSOS DE HITLER VENDO A FOTO DO BOLSONARO E SENDO CHUPADO POR UM NEGRINHA DE DOZE ANO QUE COBRA DOIS REAIS. SAÚLO, O SENHOR DE ENGENHO SEM PODER, O CORONEL FRUSTRADO, O BURGUÊS Q PARCELA NO CARTãO. AH! SAÚLO, SEM NOME PORQUE O BUNDÃO TEM MEDO DE FALAR O NOME, DE MOSTRAR O ROSTO. SUA HORA VAI CHEGAR!

      • Alpha disse:

        ahahahahahahahh Quando rancor desse seu coração revolucionário de tomar borrachada da PM

        • Morte ao patrão disse:

          Borrachada! Não acredito! Eles acham q eu fico sentido com borrachada. Vc realmente não conhece a luta e não sabe o que aconteceu na unifesp. Borrachada não é nada. O dia em que a PM não atirar em estudante, pobre, professor, eu não sei o q farei. É o papel dela. Você realmente acha q a gente teme a PM? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      • Júlia Rosa disse:

        Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Sai desse corpo que nao te pertence!!

        A criptonita me protege de vc viu!

        http://m.youtube.com/watch?v=K7MMGc2HLIA

      • Comunista nervosinho disse:

        Se interna seu lixo!!! Seu ódio comunista está te fazendo muito mal. Vai puxar o saco do Juraci, seu revolucionário de MERDA!!!

    • Morte ao patrão disse:

      Ainda bem Saúlo q você não oferece perigo ao movimento, q só sabe chorar no FACE. Até pra isso você é impotente seu merda. Mas não se preocupe, alguém faz o serviço sujo na REALIDADE: PM E BUROCRACIA. Você sabia q há a realidade?

  3. Saúlo disse:

    Puxa isso tudo foi para mim. muito obrigado.
    isso mostra que você é fdp desocupado e que nem nome expõe. meu nome realmente é Saúlo sou aluno de ciencias sociais 3º termo e vc? covarde tem coragem de dizer nome e curso.
    cagão

    • Morte ao patrão disse:

      Ah! Só porque deu o primeiro nome acha q saiu da caverna. Tá bom! Sou o Gleidson de filosofia, quinto termo. Venha dizer seu nome hj às na realidade. Quero ver quem vc é seu bunda-mole, burguês safado. Relaxa, só vamos debater o problema do fascismo na universidade. Vem Saúlo! Não conseguimos nenhum representante da burguesia para o debate, ninguém têm a coragem de se mostrar. Vem Saúlo! DÊ-nos a luz da o opressão. Quem sabe vc nos convença de que ser explorado é legal, de que ser servo é bacana.

      • Alpha disse:

        Eis um, dentre vários, que está completamente obcecado pelas próprias convicções, típico da filosofia… toda essa sua fala me faz pensar que tipo de realidade espera encontrar quando deixar a faculdade, pois um dia você a deixará. Quer saber? Será apenas mais um desgostoso consigo mesmo e com o mundo e se doerá por todo aquele que, nos termos da pessoa, estiver bem.

        • Morte ao patrão disse:

          A luta continua camarada alpha. Vc não faz ideia de como os oprimidos estão lutando pelo país e pelo mundo. Nos meus poucos anos de militância nunca estive tão atarefado com a luta política. A greve na unifesp nem estou podendo acompnhar como queria apesar de ter partcipado de praticamente todas as reuniôes do comando. Mas é isso aí, não vou tentar convencer o opressor ou o q defende o capitalismo. Sua hora vai chegar seu cagão, burguês filho da puta! Vc tá perdendo espaço!

  4. Jeferson disse:

    Vivemos ou não em uma democracia ?.

    Analisando o fato de que os grevistas impedem os demais alunos de terem aulas ha 89 dias, acho que consegue – se chegar a resposta dessa pergunta.

  5. Jeferson disse:

    Parei de ler o texto no trecho da comparação dos conflitos da Síria com a greve na UNIFESP de Guarulhos.

    • Júlia Rosa disse:

      Eles sao megalomaníacos mesmo, faz parte do diagnostico! Se ainda colocassem “guardadas as devidas proporções”;
      Na boa, conflitos na Síria e os dilemas do campus Guarulhos….quase a mesma coisa!

    • tourobandindo@gmail.com disse:

      Esse texto tem problemas. E o problema apontado por ti é grave. Agora, a greve não foi uma imposição, foi uma opção: nas Assembleias, algumas com mais de 1000 alunos, o “sim” foi maioria. Portanto, a fato de estarmos paralisados reflete o voto da maioria que COMPARECE nas Assembleias. Não há nada de antidemocrático.

  6. Desanimado disse:

    A maior conquista dessa greve seria uma parede para pregar um MURAL DE VAGAS.

    Interessante esse pessoal que reclama da burguesia que suga os trabalhadores e tal, mas estão lá, vivendo de bolsa paga por imposto dos trabalhadores, ou nas costas dos pais, que capitalistamente pagam cada maconha fumada.

    Entendemos que o prédio da universidade é uma bosta, mas entendemos também o lucro idiota que deram à Colorgin ao comprarem tubos de tinta para pichar o muro. Entendemos a felicidade da Klabin, que vende calhamaços de folhas de sulfite para panfletagens “socialistas”. Congratulamos com a felicidade da HP, fornecedora de tinta para impressora. E não se esqueçam que panfleto algum seria feito tão bem diagramado sem a habilidade de um Bill Gates.

    Seria muito pedir ao pessoal que caminhasse por meios próprios?… se são tão bons assim, à la esquerda, por favor, vivam sem as empresas capitalistas. Façam o próprio papel, a própria tinta, comam a própria comida, façam seus próprios computadores e usem Internet própria.

    E me admira o mesmo povo feliz quando a Rede Globo de Televisão vai fazer uma filmagem. Engraçado que, naquele momento, ninguém fala em imprensa burguesa… alienadora.

    Não se espantem pessoal, essa é a mesma galera que, quando tiverem filhos(as), não deixarão os pequeninos(as) namorarem com aquele amiguinho de universidade pública, porque “ele não vai te dar futuro, olha o seu pai”, e entrega o rebento todo feliz a alguém cuja família estudou na PUC.

  7. Sueli disse:

    ”Os 22 estudantes da Unifesp Guarulhos presos nos cárceres da Polícia Federal de São Paulo são jovens que passaram por um processo seletivo legítimo criado pelo MEC. São jovens esforçados, dedicados aos estudos, senão não estariam matriculados em uma Universidade a cujo acesso só ocorre se o aluno obtiver notas altas no ENEM.’
    JOVENS ESFORÇADOS,DEDICADOS AOS ESTUDOS, nem acredito que li isso…reclamam do que estava mal, para melhorar depredaram o prédio, picharam, quebraram móveis, destruiram computadores…parabens conseguiram grandes melhorias!!!
    Pergunto…e os jovens que não compartilham disso tudo(não que achem que não precisam de melhorias) mas, trabalham e tem responsabilidades, e, que não são adeptos a destruição, a baderna, ao confinamento de outros, a pressão psicológica etc…esses não passaram por um processo seletivo? não são esforçados?(trabalhar e estudar não é fácil, só quem passa por isso sabe…) não são dedicados aos estudos?
    Acho que está na hora de respeitar a opinião de outros, respeitar o outro como você quer ser respeitado, lutar por seus direitos com inteligência, sem violências, sem destruição, que tomem consciência de que, alguem só chega a ser burguês a custa de trabalho próprio, ou até mesmo de
    ascendentes, mas foi a custa de trabalho.

  8. Sueli disse:

    Ah, Saulo você deve ser alguem importante…como incomoda o tétrico rsrsrss

  9. Saúlo disse:

    É verdade Sueli. concordo com td que vc postou.
    no caso do “Morte ao patrão” sei sim que há realidade e conheço ela, acordo cedo todos os dias trabalho, enfrento + de 2 horas para chegar na Unifesp para ter aula e encontro lá um bando de gente burra, mimada e ignorante igual você lá. Filho de papai que não precisa trabalhar e que se diz “atarefado com a luta política”, mas que fica em casa fumando maconha e assistindo Chocolate com Pimenta. quem está perdendo espaço e vocês e CUmpanheiros de greve, que sempre saem derrotados, humilhados do campus. Me permito parodiar uma musica que resume o destino seu (morte ao patrão) e de todos do CUmando de greve “o futuro de vocês é duvidoso, eu vejo sangue eu vejo dor”.

    • Amnésia disse:

      Sei por que ele é doidão, colega. O xaropão falô que “participou de praticamente todas as reuniões do Cumando” – aí está a causa da insanidade. A névoa do ambiente canabinóide das “reuniões” se combinou com seu temperamento de louco-derrotado. Ele ficou naquele brisa danada! Misturô erva com álcool e danoninho; e saiu despejando toda sua merda-ideológica de criança mimada. Tem lôko pra tudo.

  10. só quero estudar! disse:

    O “morte ao patrão” ficou mudo derepente. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Acabaram-se os argumentos né???

  11. Chef disse:

    Camarão na Moranga

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s