DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL

A greve é forte, a luta é AGORA!

Em todo o país, o 3-J diz:

ALERTA MERCADANTE, quem negocia a greve é o Comando dos Estudantes!

03 de Julho, 14h no Vão Livre do Masp.

http://www.facebook.com/greveestudantilnobrasil

Esse post foi publicado em Acontece fora do campus, Acontece na UNIFESP, Acontece no campus, mobilização e arte, Notícias, Saiu na mídia. Bookmark o link permanente.

3 respostas para DIA NACIONAL DE MOBILIZAÇÃO ESTUDANTIL

  1. PARA FALAR DE MOVIMENTO ESTUDANTIL disse:

    “Liderança é uma atividade essencialmente voltada para o outro- e não para si mesma”
    John Adair

    Falar de Movimento Estudantil é muito fácil. Todos temos opiniões divergentes e poucas refletem a realidade diária de uma pessoa que carrega entre seus livros, a responsabilidade de falar em nome de outros. Falar de Movimento Estudantil é muito difícil. Pois existe uma demanda crescente de pessoas que se habilitem a exercê-lo, sem que isso interfira ou modifique vertiginosamente seu modo de vida.
    Para falar de Movimento Estudantil é necessário que sejamos no mínimo, cautelosos. Isso porque, ao participar do Movimento Estudantil, a primeira característica que encontramos é sua heterogeneidade. E não há a menor possibilidade de se falar em Movimento Estudantil sem que sua característica maior seja analisada. Não podemos perder de vista quais seriam os objetivos maiores ou finalidades do mesmo. É o de representação de seus alunos, ou o de transformação do mundo? Lidamos com questões reais e cotidianas ou vamos combater o Dragão de São Jorge? A ironia é proposital, uma vez que o que presenciamos em demasia é o total desrespeito ao aluno, suas causas e seus interesses.
    Como falar em autonomia se não conseguimos realizar uma prestação de contas? Como falar em direitos se não estamos devidamente legalizados em nossa função? Como falar em defender os direitos dos alunos, quando não realizamos um processo eleitoral legítimo e coerente? Devemos, antes de mais nada, inclusive de opinar sobre movimento estudantil, exercitá-lo na legalidade e legitimidade e coerência necessária.
    É muito fácil falar de Governos Federais enquanto não conseguimos realizar uma palestra decente. Representar é muito mais que entregar ofícios de solicitação e não é sinônimo de carro de som. Representar é liderar. É envolver. Envolver a si e ao próximo. E isso exige coerência de idéias e de comportamento. Exige organização e dedicação. E, sobretudo, responsabilidade. Não acredito, nem como aluno, nem como representante, em qualquer proposta, estudantil ou não, que não seja desenvolvida segundo e não contenha estas palavras.
    DEVEMOS, ANTES DE MAIS NADA, ESTAR DENTRO DE SALA DE AULA. Pois o representante, antes de qualquer coisa, deve ser aluno. Orientações político partidárias são bem vindas, porque não? Só NÃO DEVEM SER IMPERATIVAS. É triste presenciar um CONGRESSO DA UNIÃO ESTADUAL DOS ESTUDANTES ONDE NÃO SE ESCUTA A PALAVRA “ALUNO”. Sobram siglas partidárias, nos debates e corredores. E quando se fala em aluno, não se usa o verbo em 3ª pessoa e sim em 1ª pessoa.
    É reduzir muito o papel do Movimento Estudantil a causas interplanetárias ou alheias à realidade. É desrespeitar o aluno quando falamos de reajuste 0%!!!!
    É risível. Acredito que o desafio do Movimento Estudantil moderno seja não em prol da liberdade de expressão, ou você não estaria lendo isso agora. O desafio do Movimento Estudantil é resgatar a credibilidade que já lhe foi creditado, e que hoje não existe mais. E só a encontraremos quando respeitarmos o aluno como aluno e como cidadão, através de nossa organização, seriedade, compromisso e legalidade. Só então encontraremos a legitimidade. E a legitimidade deve ser nossa bússola, pois somente quando tivermos o respaldo dos alunos, poderemos então, nos considerar seus representantes.
    *Pedro Ivo Guerra Cordeiro

    • Júlia Rosa disse:

      É isso o que eu quero: OBJETIVIDADE! Texto lindo de objetivo!

      CUmando! viver com medo é a própria miséria! encarem seus processos de cabeça erguida! Não tenho tempo para ouvir lamentos!

  2. Paulo Morais disse:

    Solidariedade dos professores da UNIR aos estudantes da UNIFESP:
    http://greveunir2012.blogspot.com.br/2012/07/mocao-de-apoio-aos-alunos-da-unifesp.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s