Núcleo “escolástico” articula novo golpe na última reunião do ano

Sucessivos golpes durante o ano solaparam a institucionalidade da EFLCH e a imagem do núcleo que a comanda; a mais recente novidade é o boicote à própria governabilidade do Campus

Nos bastidores e nos círculos diminutos do centro de poder que controla a EFLCH, um plano meticulosamente tramado estava em prática. O golpe decano que falhou após intervenção do CONSU, nomeando uma Comissão Eleitoral e o golpe do plebiscito, disfarçado de consulta à comunidade. Não contavam com a revolta popular e estudantil que colocou em xeque toda a trama armada nas reuniões de outubro e novembro.

Depois de desarticulados os dois planos, uma nova tentativa se monta. O boicote à própria governabilidade do campus, vindo de seus próprios membros, revela os motivos do descrédito dos setores desvinculados da burocracia à esta instância de poder. A articulação inicia-se com a tentativa de esvaziamento e com o impedimento de não membros acompanharem presencialmente as reuniões, através de mudanças sucessivas de horários e do local de cada reunião a cada convocação, marcada desta vez para às 9:30, alterado horas antes para às 16:00.

2012-12-06 16.10.57

Segurança reforçada: Por determinação da Direção Acadêmica, estudantes e população são impedidos de participar das reuniões da Congregação a partir de 06/12.

Pelo grau de importância desta instância de decisão, convém que as reuniões da Congregação aconteçam em horários fixos todo mês, com ampla divulgação institucional em sites, blogs e e-mails. Quanto ao local, um espaço como o Anfiteatro ampliaria a participação estudantil e da população, já que as decisões são de interesse geral de toda comunidade, interferindo diretamente em suas vidas e rotinas.

Conforme pauta, nesta quinta-feira duas deliberações importantes para o futuro da Escola. A   indicação de diretor(a) pro tempore para a EFLCH e a aprovação de calendário eleitoral para as eleições da Diretoria Acadêmica. Em mais uma mostra de autoritarismo e prepotência, no apagar das luzes do ano de 2012, a tarefa de decidir o futuro da EFLCH foi delegada ao CONSU. Não houve interesse de nenhum dos membros presentes a missão de estar à frente da Diretoria Acadêmica por 90 dias para conduzir o processo eleitoral, muito menos a disposição coletiva de discutir politicamente com toda a comunidade acadêmica os rumos da EFLCH, em um fórum ampliado com a participação dos três setores.

Desmorona, aos poucos, o mito da “normalidade” abalada pelas recorrentes manifestações estudantis e populares da qual se autointitularam defensores. Durante os 6 anos de existência do Campus, a instância maior de decisão se prestou ao serviço de interesses particulares e escusos de um pequeno grupo de professores, que se esquivou, de modo contumaz, velada ou abertamente como agora, de assumir a responsabilidade dos atos omissos que se cometeram sob seu poder.

Esse post foi publicado em Acontece fora do campus, Acontece na UNIFESP, Acontece no campus e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Núcleo “escolástico” articula novo golpe na última reunião do ano

  1. Pingback: CONVOCAÇÃO CONGREGAÇÃO ORDINÁRIA EFLCH – 05 DE FEVEREIRO | Greve Unifesp 2012

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s