A enfermeira que quer transformar a EFLCH em um “colégio interno”

O prazo para o término do mandato da nova responsável pela direção acadêmica, Conceição Vieira da Silva Ohara, tem limite: o fim do processo de escolha do novo diretor da EFLCH. O autoritarismo desta diretora, no entanto, é ilimitado. Em primeiro lugar, já é questionável, para dizer o mínimo, que o Conselho Universitário (Consu) tenha nomeado uma pessoa que sequer faz parte da EFLCH para dirigir a instituição. A medida tem ares de intervenção.

Em segundo lugar, Conceição Ohara está tentando acabar com a autonomia dos estudantes sobre o espaço estudantil do CA, o único local que temos para realizarmos atividades de forma independente. Segundo a nova diretora, há apenas duas opções: o CA passa a ser administrado pela própria direção do campuse qualquer evento passará depender de autorização; ou uma entidade com CNPJ administra o local. O CNPJ, neste caso, conforme a própria diretora confirmou, serve para responsabilizar (leia-se criminalizar) estudantes por eventuais problemas que ocorram no espaço.

Engana-se quem pensa que a imposição de um CNPJ tem como objetivo tornar a relação entre alunos, instituição e os espaços estudantis mais formais e, portanto, mais organizadas. A imposição do CNPJ é apenas uma das medidas que estão tentando impor. A diretora já expressou à alunos que também quer estabelecer o uso obrigatório de crachá dentro do campus, impedir qualquer tipo de comércio não regulamentado pela diretoria acadêmica (como a barraquinha que vende DVD’s, por exemplo) e falou até mesmo que pode buscar um meio de impedir que cachorros circulem pelo campus. Sim, não é mentira, nem o pobre cão Basílio escapa desta maníaca por repressão. Nem mesmo os católicos ficaram livres das loucuras de Conceição. No dia 16 de janeiro foi realizado um ato em homenagem ao aluno Luiz Carlos de Oliveira, morto em dezembro de 2012. O ato contou com a presença de várias entidades religiosas e os membros da Igreja Católica utilizariam um pouco de vinho durante a celebração por eles realizada, assim como fazem tradicionalmente em suas missas. Pois bem, ela também queria proibir que o vinho dos católicos pudesse ser utilizado dentro do campus.

Não há como evitar a comparação. Conceição lembra figuras ridículas da política nacional. Jânio Quadros, por exemplo, proibiu o uso de biquíni na praia e que as pessoas pudessem andar de skate em São Paulo. Tais medidas absurdas mostram que a discussão do espaço estudantil não tem nada a ver com o cumprimento de leis. Também não são feitas por mera loucura, embora seja necessário constatar uma pessoa como nossa atual diretora não pode ser classificada como sã. Na verdade, trata-se de impedir exista uma verdadeira convivência livre entre os membros da EFLCH e o CA é justamente o espaço onde isto pode ser realizado. As medidas enumeradas neste texto são parte deste “choque de ordem”, no melhor estilo de governos de Gilberto Kassab e Sérgio Cabral que, no ímpeto de reprimir, realizam proibições absurdas. No Rio de Janeiro, por exemplo, o governo está tentando impedir o baile funk nas favelas ocupadas pelo Exército. Medidas de repressão como esta são sempre parte de um plano mais geral para cassar os direitos democráticos dos cidadãos.

A Escola Paulista de Medicina (EPM) tradicionalmente impõe tais arbitrariedades aos seus alunos. Os mais conservadores chegam até a exaltar isto como um dos valores da EPM. Acreditamos que tais regras não passam de quinquilharias retrógradas que deveriam pertencer somente ao passado, sendo lembradas apenas para que nos tempos atuais como forma de preservar os direitos que não devemos abrir mão. Defendemos que os alunos do campus São Paulo coloquem fim a isto tudo. E, se nos solidarizamos com uma eventual rebelião dos companheiros do campus São Paulo contra esta repressão, por que haveríamos de aceitar tais atos em Guarulhos?

Fonte: Jornal Unifesp Livre

Esse post foi publicado em Acontece no campus, Informes e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s